Você está aqui


Lançamento de Aprisionando sonhos: a educação escolar indígena no Brasil

By Editora - Posted on 13 junho 2012

 O autor e docentes da UFOP durante o lançamentoNo dia 30 de maio, no II Seminário Internacional sobre Ensino de Língua Portuguesa, na Universidade Federal de Uberlândia, a Ed. Curt Nimuendajú lançou o mais novo livro do linguista e indigenista Wilmar D’Angelis, professor na Unicamp.

O livro “Aprisionando sonhos: a educação escolar indígena no Brasil”, vem ocupar um lugar único nessa área, mesmo já existindo muitas coletâneas publicadas sobre o tema. Um diferencial é que se trata de um livro que reúne reflexões fundamentadas em um continuado trabalho de assessoria a escolas indígenas e participação em formação de professores índios por todo o país. Outro é o fato de que alguns dos trabalhos reunidos nesse livro estão entre os mais citados em dissertações, teses e artigos sobre educação indígena no Brasil. De fato, o livro reúne uma seleção de 20 textos de reflexão crítica sobre educação escolar indígena no Brasil escritos pelo autor entre 1995 e 2010 (um dos textos tem a co-autoria de Juracilda Veiga), seis dos quais ainda inéditos.

O autor autografando exemplar, durante lançamentoOs textos reunidos nessa obra são, ao mesmo tempo, um apanhado histórico da trajetória da educação escolar indígena no Brasil (praticamente, desde o ‘descobrimento’), e um conjunto de reflexões sobre os mais diferentes tópicos a ela relacionados : projeto pedagógico, currículo, ensino bilíngue, alfabetização, formação de professores, políticas públicas, autonomia, etc.

Durante o “mês de lançamento” (até final de junho) o livro tem o preço promocional de R$ 30,00 (o preço de capa é R$ 40,00).

Lançamento de ficção histórica sobre o Contestado

By Editora - Posted on 28 agosto 2011

O autor em conversa com o historiador F. Tokarski. Ao fundo, no centro, o Prefeito de CanoinhasNo dia 11 de agosto, em Canoinhas (SC), foi lançado o livro “A República dos Coronéis contra a Irmandade de São Sebastião”, de autoria de Wilmar D’Angelis (lingüista e professor na Unicamp). Trata-se de uma ficção histórica sobre a Guerra do Contestado (1912-1916), que se deu na região Norte e Central de Santa Catarina.

A obra foi premiada no Programa de Ação Cultural (2010), da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, sendo que 30% da tiragem foi destinada àquela Secretaria (por exigência do Edital), e outros 30% estão sendo doados, pelo autor, a Universidades, Escolas e Museus da região do Contestado.

O autor autografa um exemplar para o Pró-Reitor da Universidade do Contestado, Prof. Argos GumbowskyO lançamento aconteceu na Livraria Vocábulos, e foi prestigiado pelo Prefeito Municipal de Canoinhas, Sr. Leoberto Weinert, acompanhado de sua esposa e seu chefe de gabinete (o historiador Fernando Tokarski), pelo Pró-Reitor da Universidade do Contestado – Campus Canoinhas, por Secretários Municipais e intelectuais da cidade.

O autor entre os proprietários da Livraria Vocábulos'